You are currently viewing Em atualização COVID-19: Portugal sem óbitos nas últimas 24 horas e mais 196 casos. R(t) sobe, incidência desce

Em atualização COVID-19: Portugal sem óbitos nas últimas 24 horas e mais 196 casos. R(t) sobe, incidência desce

  • Post author:
  • Post category:Covid-19

Pela primeira vez em mais de um ano de pandemia em Portugal, não se registou qualquer óbito em 24 horas devido à COVID-19. Desde o início da pandemia, já morreram 16.965 pessoas com a doença em território nacional. Os números foram divulgados esta segunda-feira no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal registou 16.965 mortes associadas à COVID-19 e 834.638 casos de infeção. Em relação a domingo, contabilizam-se mais 196 infetados e nenhum óbito.

Hoje registaram-se também 326 casos de recuperação. Ao todo há já 793.011 doentes recuperados da doença em território nacional.

A região Norte, com 84 novos infetados, é a área do país com mais novas notificações, com 42,9% do total de diagnósticos.

O relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24h00 de ontem, indica que a região de Lisboa e Vale do Tejo é a que regista o maior número de mortes acumuladas relacionadas com o vírus SARS-CoV-2 com 7.191 (=), seguida do Norte com 5.337 óbitos (=), Centro (3.011, =) e Alentejo (970, =). Pelo menos 357 (=) mortos foram registadas no Algarve.
Há 31 (=) mortes contabilizadas nos Açores. Na Madeira registam-se 68 óbitos (=) associados à doença.

Internamentos sobem

Em todo o território nacional, há 365 doentes internados, mais 17 que ontem, e 91 em unidades de cuidados intensivos (UCI), menos sete do que no domingo.

De acordo com o boletim da DGS sobre a situação epidemiológica, existem 24.66 casos ativos da infeção em Portugal — menos 130 que ontem — e 24.811 pessoas em vigilância pelas autoridades — mais 498 que no dia anterior.

créditos: SAPO

A região Norte é a área do país com maior número de infeções acumuladas, com 335.233 (+84), seguida da região de Lisboa e Vale do Tejo (315.798, +40), da região Centro (118.474, +10), do Alentejo (29.726, +4) e do Algarve (21.578, +15). Nos Açores existem 4.688 casos (+24) e na Madeira 9.141 casos (+19).

O que nos diz a matriz de risco?

Portugal apresenta uma incidência de 70, casos de infeção por SARS-CoV-2/COVID-19 por cada 100.000 habitantes – uma ligeira descida face aos 72,1 de sexta-feira – e um índice médio de transmissibilidade R(t) nacional de 0,99 (ligeiramente superior ao de há três dias). No território continental, o R(t) também se fixou nos 1,00.

créditos: SAPO

A COVID-19, causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, é uma infeção respiratória aguda que pode desencadear uma pneumonia.

A doença é transmitida por um novo vírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Último balanço da AFP

A pandemia de COVID-19 já provocou pelo menos 3.109.991 mortos em todo o mundo desde que foram detetados os primeiros casos, em dezembro de 2019, dos quais 9.630 no domingo, segundo um balanço hoje divulgado pela AFP. Mais de 147.040.880 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados desde o início da pandemia, sendo que a maioria dos doentes recupera, mas uma parte ainda mal avaliada mantém os sintomas durante semanas ou até meses.

No domingo, além das 9.630 mortes, foram registados 718.760 novos casos de infeções pelo coronavírus Sars-Cov-2 em todo o mundo. Os países que registaram o maior número de novas mortes nos seus relatórios foram a Índia, com 2.812 vítimas mortais, o Brasil (1.305 mortos) e a Colômbia (465).

Os Estados Unidos são até agora o país mais afetado em termos de mortes e casos, com 572.200 mortos e 32.077.305 casos, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins. Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são o Brasil, com 390.797 óbitos e 14.340.787 casos, o México, com 214.947 óbitos e 2.328.391 casos, a Índia, com 195.123 óbitos e 17.313.163 casos, e o Reino Unido, com 127.428 óbitos e 4.404.882 casos.https://0aa4e5ee9f13a1d49c442933d2bee6fe.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Entre os países mais atingidos, a Hungria tem o maior número de mortes em relação à sua população, com 276 mortes por cada 100.000 habitantes, seguida da República Checa (271), da Bósnia (251), Montenegro (233) e Bulgária (228).

A Europa totalizava, às 10:00 GMT (11:00 em Lisboa) de hoje 1.050.817 mortes e 49.506.264 casos confirmados, a América Latina e Caraíbas 896.046 mortes (28.143.024 casos), os Estados Unidos e Canadá 596.160 mortes (33.254.346 casos), a Ásia 318.825 mortes (23.992.651 casos), o Médio Oriente 126.985 mortes (7.593.837 casos), a África 120.118 mortes (4.508.055 casos) e a Oceânia 1.040 mortes (42.705 casos).

Fonte: https://lifestyle.sapo.pt/saude/noticias-saude/artigos/covid-19-em-portugal-mais-196-infetados-em-nenhum-obito-nas-ultimas-24-horas

admin

Web Designer da Empresa GBC-BEAM.