calamidade

Madeira prolonga situação de calamidade até final de setembro

A região decidiu manter as atuais medidas de prevenção da pandemia de coronavírus, como por exemplo o uso de máscara, mas decidiu aliviar algumas restrições através do alargamento do horário do recolher obrigatório e do fecho dos estabelecimentos.

O conselho de Governo da Madeira prolongou a situação de calamidade, até final de setembro, e manter as atuais medidas de contenção da pandemia da Covid-19. Contudo decidiu aliviar as restrições relativas ao recolher obrigatório que passa das 01:00 para as 02:00 da madrugada e prolonga-se até às 05:00 da madrugada, enquanto que o encerramento dos estabelecimentos passa da meia-noite para as 01:00 da madrugada.

A região tem 362 casos ativos de coronavírus, de acordo com os dados da Direção Regional de Saúde (DRS).

Dos casos ativos, 72 são importados e 286 de transmissão local. 92 pessoas estão em isolamento em unidade hoteleira, 261 no alojamento, e cinco estão hospitalizadas no Hospital Dr. Nélio Mendonça (quatro em Unidades Polivalentes e uma na Unidade de Cuidados Intensivos dedicada à Covid-19).

Em vigilância ativa devido a contactos com casos positivos estão 684 pessoas, e 43.385 pessoas estão também a ser acompanhadas pelas autoridades, com recurso à aplicação MadeiraSafe.

A operação de rastreio de viajantes nos portos e aeroportos da região já realizou 296.246 colheitas para teste de RT-PCR à Covid-19, e o laboratório de Patologia Clínica do SESARAM, EPERAM já realizou 586.512 testes ao coronavírus.

A Linha SRS24 (800 24 24 20) já recebeu 62.107 chamadas e a Linha de Apoio Psicológico da Direção Regional da Saúde (291 212 399) já realizou 3.833 atendimentos.

fonte: https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/madeira-prolonga-situacao-de-calamidade-ate-final-de-setembro-778132

admin

Web Designer da Empresa GBC-BEAM.